(11) 9 7464-4947 contato@gruporecuperar.com

Clínica Recuperar

Tratamento Para Dependência de Crack

(11) 97464-4947

A Dependência de crack

A dependência de crack é algo muito sério e cresce dia após dia em nosso país.

O crack é uma droga poderosa e viciante que geralmente é fumada.

Uma vez ingerido, o usuário experimentará intensas sensações de euforia enquanto a droga viaja pela corrente sanguínea e chega ao cérebro.

A sensação é quase instantânea e de curta duração, deixando o usuário querendo mais e mais, não muito tempo após o uso inicial.

O crack é uma droga que vicia rapidamente e milhões de pessoas são afetadas por esta droga todos os dias.

O vício e o abuso de crack impactam negativamente não apenas o usuário, mas também sua família e toda a sociedade.

Nesta página, explicaremos os efeitos do abuso de crack e como reconhecer o vício em crack.

a dependência de crack

O que é crack?

O crack é uma forma sólida, ou “rocha”, de cocaína criada pela mistura de água, bicarbonato de sódio ou amônia, cocaína em pó e aquecimento da mistura resultando em uma forma de base livre.

Essa produção relativamente fácil de crack, junto com a euforia imediata e potente, resultou em sua popularidade disparada na década de 1980 e, desde então, levou milhões de pessoas a se viciarem em crack.

O nome ‘crack’ é derivado do barulho crepitante que a droga faz quando é fumada (queimada).

Embora o nome crack seja uma gíria, existem outros nomes de rua para a droga, incluindo “pedra”; “hard rock”; “base”; “sugar block”; “andy”; “cookies”; “kryptonite”; “rock”; “jelly beans”; “nuggets” e “apple jack” entre outros.

Os usuários costumam fumar crack usando um cachimbo ou algo que tenha a mesma serventia, na maioria das vezes usam latas de refrigerante ou cerveja com furo.

Efeitos do crack

Uma vez inalados pelos pulmões, os componentes ativos são rapidamente absorvidos pela corrente sanguínea, resultando em uma euforia rápida, mas de curta duração, geralmente durando de dois a dez minutos.

O cérebro é inundado com dopamina, levando você a experimentar sentimentos intensos de euforia, aumento de energia e estado de alerta e aumento da sensibilidade aos estímulos.

Junto com isso, vem uma série de efeitos desagradáveis de curto prazo, que incluem:

Diminuição temporária da necessidade de sono

Pupilas dilatadas

Vasos sanguíneos contraídos

Pressão alta

Aumento da frequência cardíaca e respiração

Apetite reduzido

Ansiedade e agitação

Temperatura corporal elevada

O abuso a longo prazo pode resultar não apenas no vício em crack, mas também em vários problemas de saúde, prejudicando o corpo e a mente.

Alguns dos riscos físicos do abuso e dependência de crack a longo prazo incluem danos aos vasos sanguíneos, coração, órgãos reprodutivos, trato gastrointestinal, sistema nervoso, pulmões e cérebro.

adicto

Outros efeitos colaterais moderados a graves incluem:

Dor abdominal, náuseas e úlceras

Agressão

Irritabilidade

Desnutrição por falta de apetite

Aumento do risco de ataque cardíaco, convulsão ou acidente vascular cerebral

Controle de impulso reduzido

Memória prejudicada

Paranoia extrema

Pânico

Alucinações

Psicose ou delírio

Falência do órgão

Ataques cardíacos

Alta probabilidade de overdose e até morte

Se você se tornar viciado em crack, você também pode ter uma capacidade prejudicada de tomar decisões sensatas e, portanto, é mais provável que se envolva em comportamentos sexuais de risco.

Isso expõe você a outros perigos, como contrair HIV ou Hepatite C.

Além dos riscos à saúde, o vício em drogas também esgota as finanças pessoais e coloca uma enorme pressão nos relacionamentos. A necessidade avassaladora da droga pode levá-lo a gastar tudo o que tem para obtê-la, roubando à noite de amigos ou familiares apenas para poder comprar sua próxima dose.

Fases do vício em crack

O uso abusivo de crack refere-se ao uso contínuo e inadequado da droga com o objetivo de experimentar uma euforia prazerosa.

O vício em crack, por outro lado, ocorre depois que seu corpo e sua mente desenvolveram uma dependência da droga.

O vício geralmente está ligado a problemas emocionais ou de saúde mental subjacentes e pode ser impulsionado por fatores ambientais e genéticos.

O uso de crack resulta em um pico de dopamina, levando gradativamente o cérebro a desligar os receptores.

Com o uso prolongado, você se torna menos sensível à droga e precisará de mais e mais para atingir o efeito desejado.

Em última análise, os usuários se veem incapazes de parar porque o cérebro foi “religado” e você não conseguirá funcionar sem ele.

Assim que o cérebro começar a depender da presença do crack, você começará a procurá-lo compulsivamente, gastando tudo o que tem para obtê-lo.

Quando o vício em crack toma conta, largar a droga torna-se difícil sem ajuda profissional – mesmo quando você sabe que está colocando em risco sua saúde e bem-estar.

clinica de recuperação

Todo mundo experimentará o vício em crack de maneira diferente, mas alguns dos estágios que a maioria provavelmente experimentará são:

Fase de pânico

Durante esse estágio, a pessoa ficará obcecado em obter crack. Isso pode levar a comportamentos ilógicos e desesperados, como roubar, mentir ou trocar favores sexuais por crack (ou dinheiro para comprar a droga).

Esse estágio geralmente ocorre algumas horas depois que o usuário ingere o crack pela última vez.

Fase de colisão

Vinte e quatro horas após o último uso de crack, a pessoa experimentará um ‘crash’, caracterizado por sentimentos de depressão, desespero e possivelmente até pensamentos suicidas.

Fase lua de mel

Cerca de dois dias após o último uso da droga, a pessoa pode sentir que está superando a necessidade do crack. Isso levará a um aumento da confiança e a uma maior capacidade de afastar os desejos.

O retorno dos desejos

Normalmente, cinco a quatorze dias desde o último uso de crack, os desejos retornarão.

Isso é causado pela produção natural de dopamina e serotonina no corpo, fazendo com que a pessoa deseje crack para aumentar a produção dessas substâncias químicas cerebrais.

Intensificação emocional

Depois de catorze a vinte e oito dias (e, em certos casos, até dois anos), é provável que a pessoa experimente respostas exageradas ao trauma e ao estresse da vida cotidiana. Não é incomum que viciados em crack experimentem mudanças de humor, ansiedade, irritabilidade, pesadelos e depressão durante esse estágio. Encontrar um grupo de apoio é importante, assim como ter um ambiente saudável ao redor e praticar atividades físicas e uma alimentação saudável.

Desejos secretos

Vinte e oito a trinta e cinco dias após o último consumo de crack, a pessoa pode sentir alguns desejos.

Não é incomum experimentar uma recaída nesta fase. A recaída pode levar a pensamentos de culpa, portanto, é vital seguir seu programa de recuperação.

Condicionamento de sinalização

A partir de trinta e cinco dias, a pessoa pode experimentar gatilhos ou estressores que levam a desejos, por exemplo, atividades que associe ao uso de crack.

Um plano de suporte pode ajudar a superar esse período.

Reconhecendo o vício em crack

Reconhecer o vício em crack nem sempre é fácil – muitas vezes, o usuário o esconde bem, podendo se manifestar de várias formas.

Há sempre, no entanto, alterações psicológicas, fisiológicas e comportamentais reveladoras em pessoas que usam crack.

Sinais emocionais

Os efeitos colaterais emocionais podem atrapalhar a vida diária e afetar os relacionamentos e a carreira do usuário. Esses sinais podem incluir:

Explosões não naturais de energia e excitação seguidas de tédio e perda de interesse

Mudanças de humor

Agitação e irritabilidade

Paranoia

Alucinações

Ficar longe da droga também pode causar sinais emocionais óbvios, como ansiedade, inquietação, irritabilidade, depressão e até pensamentos suicidas.

Sinais fisiológicos

O uso do crack a qualquer momento pode ser perigoso e deve ser levado a sério.

Sinais físicos comuns de abuso e dependência de crack incluem:

Frequência cardíaca elevada

Insônia

Pressão alta (hipertensão)

Um apetite que pode ser drasticamente suprimido ou aumentado

Hemorragias nasais

Pupilas dilatadas

Espasmos dos músculos

Taxa de respiração aumentada

Queimaduras nos dedos ou lábios rachados e com bolhas de cachimbos

Quando decide parar ou ficar longe da droga por um longo período, pode começar a ter horas de sono anormalmente longas, fadiga extrema, tremores nos membros e extremidades e tremores irregulares.

Sinais comportamentais

Um dos sinais claros do uso abusivo de crack são as mudanças nos traços comportamentais do usuário.

Se você tem um parente que suspeita estar abusando desta droga, você encontrará os seguintes sinais comportamentais presentes:

Mudanças de humor voláteis e agressividade

Concentrando-se mais no uso de crack e, como resultado, perdendo outras responsabilidades

Não cumpre mais as obrigações

Falha em acompanhar as reuniões e outras funções sociais normais

Deterioração das relações interpessoais

Envolver-se em comportamentos de risco, como roubo para obter crack

Desconforto e mal-estar intensos quando o usuário não ingere crack há algum tempo

Perda de interesse em atividades anteriormente apreciadas

Separação social suspeita

 

k

Terapeutas

Enfermaria

g

Psicologos

Psiquiatras especializados

Monitores e equipe de apoio

Metodologia com resultados

Internação Involuntária

Internação Voluntária

Internação compulsória

k

Excelente Infraestrutura

Remoção com ambulância

g

E muito mais, converse conosco

Formulário de contato

clínica de reabilitação em Guarulhos

Clínicas de recuperação para dependentes de crack

Homens e Mulheres

Whatsapp: (11) 9 7464-4947

Internação Involuntária e Voluntária 

Tratamento para dependentes de Crack

Nosso atendimento esta voltado a dependência e saúde mental, internação para dependentes de drogas, alcoolismo, bipolaridade, esquizofrenia, depressão e demais transtornos psiquiátricos.

Todas unidades possuem uma excelente infraestrutura com piscina, campo de futebol, salão de jogos e extensa área verde, propiciando assim um ambiente agradável para os residentes.

Desta maneira o período de internação não se torna tão traumático.

Utilizamos de técnicas motivacionais em todas as unidades, com intuito de motivar o paciente ao processo de mudança. Atendemos Homens e mulheres.

Possuímos também unidades que aceitam alguns convênios, para saber sobre coberturas de convênio ou internação particular, fale com nossa triagem e saiba mais sobre o tratamento para dependentes de crack.

logo
WhatsApp chat